segunda-feira, 29 de setembro de 2014

Cinco argumentos contra o ateísmo















1. A cosmologia moderna indica que o Universo físico teve um ponto inicial de existência. Se o Universo teve um ponto inicial de existência, então ele tem que ter uma Causa não física que exista fora do tempo e do espaço. Logo, é pelo menos plausível que o nosso Universo tenha sido feito do nada pelo Criador.

2. Começando nas estruturas em larga escala no Universo até ao mundo microscópio das partículas subatômicas, a ciência revelou uma ordem espantosa no nosso Universo. O nosso Universo não precisava ser assim: existe muito mais probabilidades de um universo ser caótico do que ser ordenado. Se Deus não existe, seria muito pouco provável que o nosso Universo fosse ordenado. No entanto, a partir das nossas observações e das nossas experiências diretas, sabemos que mentes criam sistemas ordenados, e desde logo, parece muito mais provável que um Agente Racional tenha ordenado o nosso Universo.

3. Evidências recolhidas no limiar da física moderna revelam que se qualquer uma das características do Universo tivesse sido ligeiramente diferente, a vida tal como nós a conhecemos seria impossível. Várias constantes físicas têm o valor certo até a um nível de precisão espantoso. Por exemplo, as forças gravitacionais e as forças eletromagnéticas têm que estar muito bem calibradas até uma parte em 10 elevado a 40, ou 1 em 10000000000000000000000000000000000000000 (1 seguido de 40 zeros). A vida é requintadamente bonita, e como tal, é o tipo de bem complexo que um Agente Racional valorizaria. A vida tem um valor imenso (será preciso fazer um desenho aos humanistas?), e como tal, faz mais sentido que o nosso Universo tenha sido obra de um Agente Poderoso e Racional.

4. A matemática funciona! Ela desempenha um papel fundamental na física e possibilitou inúmeras previsões acertadas que foram confirmadas por observações. Por que as leis da física podem ser escritas na linguagem da matemática? Mais uma vez, não dá para evitar a conclusão de que uma Mente (Mente com a qual os humanos partilham algumas características comuns, embora numa escala infinitamente menor) seja responsável pela composição deste nosso Universo.

5. É espantoso que o Universo seja ordenado, mas é ainda mais espantoso que nós sejamos capazes de o entender. Pode não ser surpreendente para um ateu que nós sejamos suficientemente racionais para sobreviver no nosso meio ambiente mais imediato, no entanto, é muito surpreendente que nós sejamos capazes de descobrir coisas sobre o mundo quântico. O sucesso da ciência depende da correspondência entre nossa mente e a estrutura profunda do nosso mundo. O teísmo cristão consegue explicar essa correspondência, mas o ateísmo apenas assume que o ser humano “teve sorte” e que essa correspondência não tenha qualquer significado. Para o cristão, o Universo pode ser compreendido porque a Mente que fez o Universo conferiu ao ser humano algumas das Suas capacidades (isto é, fomos feitos à Sua imagem). É por isso que o Criador com frequência ordena ao ser humano estudar e analisar a natureza porque, ao fazê-lo com o espírito aberto às evidências, o ser humano facilmente se apercebe de que essa natureza nunca poderia ser obra do acaso, mas sim efeito de um processo criativo intencional.

“Vai ter com a formiga, ó preguiçoso: olha para os seus caminhos, e sê sábio” (Provérbios 6:6). “Olha para a altura das estrelas; quão elevadas estão!” (Jó 22:12). “Sabes tu o tempo em que as cabras monteses têm os filhos, ou consideraste as dores das cervas?” (Jó 39:1). “Tudo o que o Senhor quis, Ele o fez, nos céus e na terra, nos mares e em todos os abismos” (Salmo 135:6).

terça-feira, 23 de setembro de 2014

Não desista da igreja


 
 
 
 
 
 
 
 
 
       Quando penso na igreja cristã, confesso que me deparo com algo que se revela para mim como um grande desafio. Jesus a estabeleceu com seu sangue, rogou que ali estejamos, afirmou que ela triunfará, mas não raro a igreja demonstra pouco sucesso em refletir o Cristo que a fundou. Por que? Creio que não tenho uma resposta satisfatória, mas me vem a mente algo que o premiado escritor Philip Yancey escreveu em um dos seus livros: "Rejeitei a igreja durante um tempo porque encontrei bem pouca graça ali. Voltei porque não descobri graça em nenhum outro lugar".

          A constatação de Yancey fala fundo ao meu coração. Conheço muito bem os defeitos da igreja, e o quanto ela difere por vezes do ideal apresentado por Jesus. A presença da natureza humana contamina tudo o que está a sua volta. A graça as vezes fica sufocada, ou até mesmo inerte, quando a vontade dos homens sobrepuja a vontade de Deus. Contudo, mesmo em situações assim, a graça é como uma plantinha teimosa no meio do deserto. E por mais surpreendente que seja, o único pedaço de solo fértil em que ela pode vicejar é a igreja.
         Tenho testemunhado os dois lados dessa moeda. Enquanto alguns não encontram tudo o que esperavam da igreja, outros recebem ali o bálsamo que tanto buscavam. No fim, a graça de Deus acaba cumprindo o seu papel de irradiar salvação mesmo diante das densas trevas causadas pelo pecado.
          Se a igreja não lhe parece tudo aquilo que você esperava, lembre-se que a graça ainda está lá, em algum lugar. Talvez você deva buscar essa graça com esforço redobrado.
 
Fernando Beier

domingo, 21 de setembro de 2014

Treinador é demitido por permitir que atletas façam orações












O treinador da equipe de futebol americano de uma escola pública norte americana foi demitido de seu cargo e proibido de entrar na escola depois de permitir que os atletas do time liderado por ele fizessem orações antes e depois dos jogos.
Visite: Gospel +, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica
Gary Weiss era treinador voluntário do Catalina Foothills High School, em Tucson, Arizona, e conta que foi impedido de continuar seu trabalho após se recusar a cumprir uma determinação dada aos funcionários da escola para “pedir que os jogadores [garotos] parem de orar ou vão perder seus empregos”.
Os administradores distritais afirmam, porém, que a oração voluntária é permitida, mas que os funcionários não podem facilitar ou promover estes momentos entre os estudantes.
Segundo o The Blaze, Weiss se recusou a impedir que os atletas fizessem suas orações, e que sua decisão desagradou à administração escolar. Porém, o treinador afirma que sua preocupação é a de assegurar o direito à liberdade de seus estudantes.
- Minha preocupação é com relação aos direitos das crianças em simplesmente fazerem o que já lhes era assegurado – afirmou o treinador, que nega ter estimulado a realização de qualquer momento de oração e afirma que as orações foram inclusivas, crianças de outras religiões aderiram à oração.
- As orações da equipe de calouros foram recitadas por crianças muçulmanas, crianças judias e crianças cristãs – ressaltou.
Pelas redes sociais, os atletas e outros membros da comunidade escolar reagiram criticando a decisão do distrito em demitir o treinador.

Fonte: Gospel+

quarta-feira, 17 de setembro de 2014

Darwinismo que não funciona...


 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Uma luta entre um ácaro e uma formiga foi preservada por milhões de anos (segundo dizem os evolucionistas), pois os animais ficaram presos em uma resina fóssil. O momento do ataque em que o parasita mordeu a cabeça da formiga foi eternizado em um pedaço de âmbar do tamanho de uma moeda de dez centavos e não sofreu deteriorações com o passar dos anos. O pequeno pedaço de âmbar foi adquirido por um colecionador que descobriu o tesouro nos países bálticos, na região nordeste da Europa. De acordo com análises, os animais datam de cerca de 44 a 49 milhões de anos atrás. O ácaro é um dos apenas 14 fósseis conhecidos de um grupo chamado de Laelapidae, cujos parentes modernos muitas vezes vivem entre as folhas caídas no chão das florestas e parasitam formigas. O motivo para que esse parasita seja tão raro de ser encontrado em fósseis é que para ele ser preservado era preciso um contexto muito particular. O ácaro precisava ficar muito tempo em árvores e fica preso na resina que escorre pelos troncos.
 
Comentário: Depois de tantos milhares de anos, verifica-se que a formiga continua a mesma, bem como o ácaro. E agora?

terça-feira, 9 de setembro de 2014

Só existe um Deus verdadeiro


 
 
 
 
E aí os profetas de Baal vão orar ao seu Deus, e eu orarei ao Senhor. O deus que responder mandando fogo, este é que é Deus. 1 Reis 18:24.

       Foi um desafio e tanto! Elias, o profeta de Deus, contra os quatrocentos e cinqüenta profetas de Baal. Estava em jogo não só a vida de Elias como a própria reputação de Deus.
       Um novilho foi morto e preparado para o sacrifício. Os profetas de Baal (que significa pai dos deuses) começaram seu ritual, invocando o poder do seu deus. Isso era de manhã. O tempo, porém, foi passando e nada de Baal responder. Eles caminhavam e rastejavam ao redor do altar, mas nenhum movimento.
      Ao meio-dia, imagino que os tais profetas já deveriam estar cansados de tanto dançar na frente do novilho. Elias então aproveitou para “alfinetar” os adoradores de Baal: “Vocês precisam gritar mais alto. Pode ser que seu deus esteja dormindo, ou quem sabe viajando por aí.”
       Sem ter outra opção que não fosse seguir o conselho de Elias, os profetas gritaram mais alto, somando a isso o ato de se cortarem com facas, fazendo seu próprio sangue jorrar no chão. Entretanto, nenhuma resposta foi ouvida. Nada aconteceu.
        Foi então a vez de Elias agir. Chamou o povo bem pertinho dele para que ninguém dissesse depois que ele era mágico. Arrumou o altar derrubado pelos adoradores de Baal, colocando doze pedras, conforme o número das tribos de Israel. Armou a lenha e dividiu o novilho em pedaços. Em seguida, pediu que derramassem água sobre o holocausto.
       Então Elias orou: “Senhor, responde-me, para que este povo saiba que Tu, Senhor, és Deus.”
       A cena que se seguiu só seria possível reproduzir num filme com efeitos especiais. Uma grande bola de fogo desceu do céu e desintegrou literalmente todo o holocausto. Não sobrou nem cinza, nem água.
       O resultado de tudo isso? Diz a Bíblia que o povo se ajoelhou e disse: “O Senhor é Deus! O Senhor é Deus!”
       Convido você a orar neste momento dizendo: “Ó Senhor, desejo que Tu sejas o único Deus no altar do meu coração”.


Fernando Beier

quarta-feira, 3 de setembro de 2014

Perseguição aos cristãos na África

02_Nigeria_0430100595.jpg

No último sábado (30), a Portas Abertas foi informada que a cidade de Madagali havia, finalmente, sido dominada pelo califado islâmico liderado por Abubakar Shekau. 

Um número ainda desconhecido de cristãos foi preso. Homens cristãos foram decapitados, as crianças forçadas a se converter ao islã e as mulheres dadas aos insurgentes como "esposas". Um dos pastores em fuga contou à Portas Abertas que sua casa tinha sido bombardeada. Ele teme pelo destino dos cristãos que congregam em sua igreja. 

Os insurgentes já destruíram pelo menos cinco igrejas na área de Madagali. Os cristãos fugiram em massa. Em Gulak, a 25 km ao sudoeste de Madagli, a comunidade cristã foi avisada para que abandonasse a região, pois os insurgentes estão se aproximando. Os refugiados estão tentando chegar a Mubi, ao sul de Madagali, apesar de a área também não ser segura já que tem sofrido vários ataques do Boko Haram. 

Ore para que a graça abundante de Deus abrace a todos os irmãos que enfrentam essas circunstâncias terríveis e que eles possam se aproximar do Senhor neste tempo. 

“Os meus perseguidores aproximam-se com más intenções; mas estão distantes da tua lei. Tu, porém, Senhor, estás perto e todos os teus mandamentos são verdadeiros.” Salmos 119.150


Fonte: portasabertas.com

segunda-feira, 1 de setembro de 2014