segunda-feira, 26 de maio de 2014

Aprendendo a louvar



 
O Senhor é o único Deus; somente Deus é a nossa rocha. 2 Samuel 22:32.

     O verso acima faz parte do cântico de louvor de Davi a Deus pelas vitórias que Ele lhe dava. Apesar de todos os erros de Davi, uma coisa não pode deixar de ser dita a seu respeito – Davi realmente era agradecido a Deus. Com certeza, esse é um dos motivos pelo qual ele ficou conhecido como “um homem segundo o coração de Deus”.
     Louvar a Deus é uma parte importante da vida do cristão. Devemos reconhecer Sua grandiosidade e bondade. Mas, e quando as coisas vão mal? É possível louvar em meio à aflição?
     Joni Eareckson fez essa mesma pergunta quando ficou paralisada do pescoço para baixo, depois de um mergulho imprudente em águas rasas. Durante semanas, presa a uma cama de hospital, Joni chorava e dizia: “Por que eu? Não posso viver assim!”
    Até que certa noite, depois de pedir a amigos que a ajudassem a cometer suicídio, ela chegou ao seu limite. Contudo, não podia fazer nada nem ir a lugar algum. A única coisa que pôde fazer foi soltar um clamor a Deus: “Senhor, se não posso morrer, ensine-me a viver!”
     Depois daquela oração, alguma coisa mudou na mente de Joni. Ela passou a perceber que teria de aprender a viver uma nova vida na cadeira de rodas. Resolveu que tentaria levar uma vida de alegria. E pelo resultado dos anos, parece que ela realmente conseguiu. Tornou-se uma grande artista, pintando seus quadros com o pincel na boca. Escreveu vários livros e ainda ficou conhecida como uma oradora muito influente.
     Mas Joni foi mais longe. Em uma entrevista numa rede de TV, ela fez questão de dizer que Deus tinha algum motivo para deixá-la numa cadeira de rodas. “Quero que Deus seja glorificado em minha vida.” E ela não estava brincando, pois em todas as suas pinturas colocava na margem inferior das telas as letras iniciais da frase “Deus seja louvado”.
     Pode parecer difícil agir como Joni, mas se ela conseguiu, não podemos pelo menos tentar? Gostaria você de louvar a Deus em sua vida como fez Joni Eareckson?

Fernando Beier

sexta-feira, 16 de maio de 2014

Não dê oportunidade para o pecado



 
 
 
 
O rei Davi havia coberto o rosto e gritava alto: “Ó meu filho! Meu filho Absalão!” 2 Samuel 19:4.

O rei Davi teve uma colheita amarga do pecado que plantou. Por causa do seu adultério com Bete-Seba e da morte de Urias, nunca mais ele teve verdadeira paz em sua casa. O momento mais difícil para Davi foi quando seu filho Absalão morreu, depois de rebelar-se contra o pai.

O pecado geralmente cobra um preço muito alto do ser humano. E, muitas vezes, percebemos isso quando já é tarde demais.

Quando Alice, uma jovem cristã, recebeu um convite dos amigos para ir ao rodeio da cidade, não imaginava como tudo iria terminar. Naquele local até então estranho, Alice conheceu um rapaz muito simpático. Ele usava chapéu e gostava de cavalos. Começaram a sair juntos, apesar dos apelos de uma amiga da igreja, que lhe dizia do perigo de tal relacionamento. Alice acabou brigando com essa amiga.

Para agradar o rapaz, Alice usava jóias e pintava as unhas. Mais tarde, seu namorado a provocou para que tentasse fumar um cigarro. A princípio, a resposta era: “Não, de jeito nenhum!” Contudo, ele insistia a cada dia, e ela acabou cedendo. “É só um cigarro. Que mal pode fazer?”

Quando chegou a festa de passagem de ano, Alice e sua turma decidiram ir até uma boate da cidade. Ela se lembrou de ter tomado uma cerveja, mas não se recordava de mais nada, até acordar numa cama de hospital, como a única sobrevivente de um trágico acidente automobilístico, que ceifou a vida de seus amigos, inclusive do seu namorado.

Por causa do acidente, Alice teve de ficar cinco meses no hospital. Ali, ela pôde refletir nas escolhas que havia feito, e resolveu voltar para os caminhos de Deus. Quando você receber um convite para ir a algum lugar suspeito, ou para experimentar algo “diferente”, lembre-se de que uma escolha malfeita pode resultar em grande perda. Será que vale a pena?
 
Faça da Palavra de Deus a única estrada de sua vida.

 Fernando Beier

domingo, 11 de maio de 2014

Feliz Dia das Mães















“Existe um Deus em cima no Céu, e a luz e a glória do Seu trono repousam sobre a fiel mãe enquanto ela se esforça por educar os filhos para resistirem à influência do mal. Nenhuma outra obra pode se comparar à dela em importância. Ela não tem, como o artista, de pintar na tela uma bela forma, nem, como o escultor, de cinzelá-la no mármore. Não tem, como o escritor, de expressar um nobre pensamento em eloquentes palavras, nem, como o músico, de exprimir em melodia um belo sentimento. Com o auxílio divino, ela deve gravar na alma humana a imagem de Deus. Seu nome pode não ser ouvido no mundo, acha-se, porém, escrito no livro da vida do Cordeiro” - A Ciência do Bom Viver, p. 376. 

Feliz Dia das Mães!

sexta-feira, 9 de maio de 2014

O amanhecer
















Poesia de minha filha Jéssica

No amanhecer eu abro a janela;
Vejo o Sol nascer, que coisa tão bela.
Acordo cedinho para ir a escola,
Tenho que me apressar
que o amanhã não tem hora.
Ao meio dia vem a hora do almoço,
queria que ainda fosse de manhã...
mas aproveito para comer aquilo que é gostoso.

quarta-feira, 7 de maio de 2014