domingo, 30 de dezembro de 2012

Não tenha medo de Deus


Ai de mim, Senhor, meu Deus! Eu  vi o Anjo do Senhor face a face! Juízes 6:22.

     Certo garotinho perguntou ao seu pai porque Deus era invisível. Pensando como dar uma resposta satisfatória à mente infantil de seu filho, o pai respondeu:
     – Bem, filhinho, Deus possui uma luz muito forte para nossos olhos. Por isso, Ele fica invisível, para não nos machucar.
     Não sei se você concorda com a resposta daquele pai, mas o fato é que algo parecido passou pela cabeça de Gideão. Quando o Anjo do Senhor queimou a oferta trazida por ele, o fogo o impressionou tanto que ele achou que seria morto pelo resplendor de Deus. É muito provável que ele tenha lembrado quando   Deus apareceu para Moisés pelas costas, para não matá-lo, pois homem nenhum pode ver a Deus e sobreviver. Não é à toa que a Bíblia diz que “o nosso Deus é um fogo destruidor” (Hebreus 12:29).
     Foi por isso que Deus Se transformou em homem, para poder viver entre nós. Isso torna mais significativa a frase dita por Jesus: “Agora, Pai, dá-me na Tua presença a mesma grandeza divina que Eu tinha contigo antes o mundo existir” (João 17:5). Ou seja: Jesus deixou a glória do Céu, glória que o homem mortal não pode suportar, e Se tornou como um de nós, para nos entender e ser entendido também.
     Porém, o mais importante é saber que apesar dos nossos erros e pecados, podemos ir a Jesus sem temor de sermos rejeitados ou até mesmo fulminados. Podemos até ficar com medo, como Gideão. Todavia, a resposta de Deus é: “Paz seja contigo! Não temas! Não morrerás!”
    Isto não é tremendamente confortador? O seu Deus é um Deus de paz, de amor e de vida.
    Vá a Ele hoje e entregue seu coração sem medo. Apesar de detestar o pecado, Ele ama o pecador.
    Ele ama você!

Fernando Beier

segunda-feira, 24 de dezembro de 2012

sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

quarta-feira, 19 de dezembro de 2012

Você tem valor!




Você é corajoso, e o Senhor está com você! Juizes 6:12.

     Certa garotinha vivia reclamando à sua mãe sobre o fato de ser pobre. Um dia sua mãe lhe perguntou:
     – Por quanto dinheiro você venderia suas pernas, minha filha?
     – Minhas pernas? Eu nunca venderia minhas pernas!
     – E seus braços, quer vendê-los?
     – Não os venderia por nada neste mundo.
     – E os seus ouvidos? Quanto cobraria por eles?
     – Eu nunca venderia meus ouvidos, mamãe. Gosto tanto de ouvir o canto dos pássaros.
     – Venda então seus olhos; eles valem bom preço.
     – Por dinheiro nenhum venderia meus olhos – respondeu a menina um tanto contrariada.
     – Bem, filhinha. Nunca mais diga que você não tem valor. Pois, mesmo você sendo pobre, você é muito rica, pois a saúde e o bem-estar valem mais que todo o dinheiro do mundo.
     Lembre-se dessa história quando você achar que não tem valor!

Fernando Beier

quinta-feira, 13 de dezembro de 2012

Governo da Russia desmente o Fim do Mundo




Detentas de uma prisão perto da fronteira com a China teriam passado por uma “psicose coletiva” tão intensa que um padre teve de ser chamado para acalmá-las. Em uma fábrica no leste de Moscou, cidadãos em pânico limparam prateleiras de fósforos, querosene, açúcar e velas. Um imenso portal de estilo maia está sendo erguido – com gelo – na rua Karl Marx, em Chelyabinsk. Para os que não conhecem a profecia New Age, há rumores de que o mundo irá acabar em 21 de dezembro de 2012, quando um ciclo de 5.125 anos conhecido como Contagem Longa, nocalendário maia, irá supostamente acabar. A Rússia, um país com uma inclinação para o pensamento místico, está atenta.

Na semana passada, o governo russo decidiu colocar um fim nessa conversa de Juízo Final. Seu ministério de situações emergenciais afirmou [na] sexta-feira que teve acesso a “métodos de monitoramento do que está acontecendo no planeta Terra” e que podia afirmar, com certeza, que o mundo não vai acabar em dezembro.

Admitiu, entretanto, que os russos continuam vulneráveis a “nevascas, tempestades de neve, tornados, cheias, problemas de transporte e alimentação, além de falhas nos sistemas de aquecimento, eletricidade e água”.

Comunicados similares foram lançados nos últimos dias pelo chefe de medicina sanitária da Rússia, por um alto oficial da Igreja Ortodoxa Russa, por congressistas e por um ex-DJ da Sibéria que recentemente ganhou um programa de TV chamado “Batalha dos Videntes”. Uma autoridade propôs querussos que espalhem o boato sejam processados.

“Não dá para falar sem parar sobre o fim do mundo, e falo disso como médico”, afirma Leonid Ogul, membro da comissão de ambiente do Parlamento. “Cada um tem um sistema nervoso diferente, e esse tipo de dado os afeta de forma diferente. Informação age subconscientemente. Algumas pessoas são levadas ao riso, algumas a ataques cardíacos, e algumas a ações negativas.”

Na semana passada, vereadores de Moscou enviaram uma carta aos três principais canais da Rússia pedindo que eles parem de levar ao ar informações sobre a profecia.

Fonte: Folha.com

segunda-feira, 3 de dezembro de 2012

O Verdadeiro Louvor


Naquele dia Débora e Baraque[...] cantaram. Juízes 5:1.

     O verdadeiro louvor a Deus vem de um coração agradecido. Isso pode ser comprovado na experiência de Débora e Baraque. Após a vitória sobre Sísera e seu exército, em gratidão, ambos entoaram um cântico a Deus. Nesse cântico, o Deus de Israel é destacado como o Todo-poderoso sobre as nações. O verso final (31) reconhece a justiça divina diante da impiedade e Seu grande amor aos que O amam:
     “Assim, ó Senhor Deus,
     Morram todos os Teus inimigos,
     porém que os Teus amigos brilhem
     Como a forte luz do sol nascente!”
     Ludwig van Beethoven também era agradecido a Deus e fazia música para louvá-Lo. Todavia, ele tinha todos os motivos para não fazê-lo, pois ficou surdo muito jovem.
     Quando ainda escutava um pouco, Beethoven procurou os médicos. Eles deram-lhe pílulas e poções, na esperança de que o problema do rapaz fosse resolvido. Mas nada adiantou. Beethoven ficou deprimido e achava a vida sem nenhum sentido. Desejou até morrer.
     Então, um dia, ele mudou sua atitude diante da situação. Decidiu que não seria vencido pela doença. Mesmo não sendo capaz de ouvir a música com os ouvidos, ele ainda podia ouvi-la com a mente. Sua limitação foi transformada em beleza, e suas músicas em louvor a Deus.
     Na vitória ou na derrota, na tempestade ou na calmaria, sempre podemos ter um coração agradecido a Deus. E lembre-se: um coração agradecido é como uma linda canção.
     Débora, Baraque e Beethoven sabiam disso!

Fernando Beier